Reflexões de uma mente

maio 7, 2008

A solução é dormir e sonhar

Filed under: Sobre a mente — Bruna Chieco @ 11:59 am

………………………………………

Quando nos julgamos responsáveis, cheios de maturidade e confiança, algo acontece e “quebra as pernas”. Perdemos controle de situações simples e já nos achamos inúteis novamente. O que fazer quando sua cabeça simplesmente não funciona direito?

Digamos que você simplesmente esquece de buscar sua irmã mais nova na escola, ou perde seu cartão do banco duas vezes em menos de um mês. Ora, pode ser normal, acontece com todo mundo… será?! Às vezes estamos com a cabeça tão cheia de coisa que nem percemos nossos próprios atos. Sabe, quando você grita com todo mundo de sua casa perguntando quem pegou sua caneta e quando menos espera, percebe que a caneta esteve em sua mão o tempo todo. Pode ser distração, mas até que ponto a distração é natural?

Muito difícil perceber que problemas pessoais, ou coisas pequenas que acontecem à sua volta é capaz de afetar seu dia-a-dia. Você se julga atento, mas não se dá conta que enquanto seu corpo está executando tal ação, sua mente está pensando em outra coisa, e é assim que você, por exemplo, esquece seu cartão do banco dentro da máquina de auto-atendimento (tem que ter muita capacidade pra realizar um ato tão fenomenal).

Nossa mente pode funcionar de forma surpreedente. Um exemplo meu: recentemente vi uma notinha em um site (provavelmente UOL) que dizia respeito ao ciclone que teve no Sul. Nem dei muita atenção, passei os olhos e esqueci. Porém, uma ou duas noites depois sonhei que estava presenciando um ciclone em minha casa (saí intacta, ou seja, algo surreal). Então pensei: como minha mente guardou algo que dei pouca atenção a ponto de me fazer sonhar com isso? E mais, como que guardo algo como esse a ponto de sonhar (enfatizando) e não sou capaz de lembrar de guardar o cartão do banco após usá-lo no caixa eletrônico (não, não era uma situação hipotética, aconteceu de verdade e eu fui a protagonista…)?

Ao executar tarefas simples penso que as faço com a mente flutuando em assuntos sem fudamento naquele momento. Isso pode atrapalhar na hora de guardar o cartão do banco direito (tá bom, chega de falar sobre isso…). Será que a única coisa que falta é atenção?

Talvez um psicólogo explique. Mas até lá acredito que minha mente guarda coisas importantes em seu subconsciente, pois sonho com elas sem nem ao menos ter dado atenção enquanto estava acordada. De fato tenho sonhado com coisas estranhas que não penso no meu cotidiano. Será que devo dormir mais? Quem sabe assim eu sonho em que tenho que buscar minha irmã na escola, tenho que tirar dinheiro e guardar o cartão na bolsa, tenho que desligar o fogão… coisas banais.

Essa é minha reflexão. Um pouco preocupante talvez…

Qual é a sua?

Anúncios

2 Comentários »

  1. hummm… tema polêmico. eu não tenho dúvida alguma que nosso subconsciente vive guardando coisas que para nós, conscientemente, são insignificantes mas que de alguma maneira nos intrigará num futuro não muito distante. o que fazer? nada… apenas tentar manter a cabeça no lugar quando acordadas e parar de viver nesse nosso mundo de pensamentos inconstantes e inconvenientes que nos fazem esquecer o cartão de crédito dentre da máquina de auto-atendimento ou no balcão de uma loja de perfumes (minha vez de lamentar a falta de atenção!)
    texto fantástico, bru!

    Comentário por Marcela — maio 9, 2008 @ 8:48 am | Responder

  2. … então, vamos parar de falar do cartão de crédito?! huahauhsuah

    eu escrevi um texto enorme…
    e apagou tudo aqui!

    era algo do tipo:
    “imagina que existem um monte de pessoas que pensam assim como você, e ao mesmo tempo tem um outro tanto que acha que você falou sobre coisas loucas e sem noção :)”

    aí tinha algo do tipo:
    “deveríamos então arrumar todas as nossas coisas, dedicar nossa total atenção às coisas pequenas e tornar outras mais pequenas ainda (mesmo que sejam grandes)…(???) nem sempre é bom sonhar o tempo todo!”

    enfim,
    era grande… mas não dá pra falar! huahausha
    o certo é que devemos “quebrar as pernas” e se reerguer pra depois cair de novo, de novo, denovo e denovo…

    who cares?!
    ;*

    Comentário por nágila — maio 22, 2008 @ 1:46 am | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: