Reflexões de uma mente

fevereiro 1, 2010

Mergulho

Filed under: Sobre a mente — Bruna Chieco @ 6:25 pm

Terna e inconstante, volto a esse blog, relato um sentimento, ou vários dentro de uma explosão de sensações.

E lá estava, a garota um tanto impetuosa, que fala de mais, ouve também, e age à sua maneira. Estava ela na situação que mais desejou nos últimos tempos, envolvendo-o com o corpo, os braços, os olhos, e querendo estar envolvida. Riu, chorou, deleitou-se e se deitou.
Deitada nos lençóis brancos, ouvia-o atentamente com uma taça de champagne na mão e tentando manter os olhos abertos. Enquanto ele proferia palavras que pareciam desimportantes, ela sentiu os olhos brilhando e o coração pulsando mais rápido. Ela não queria mais ouvir, e sim queria estar lá, lá onde ele estava. Sua imaginação foi longe e descobriu que talvez tudo o que adiou ou pensou em que poderia ficar para depois é tudo o que ela quer fazer.
Uma experiência solitária, um lugar cruel, um aprendizado forçado, uma emoção sem tamanho. Mudar de vida, ter uma história para contar e conseguir uma paixão. Uma paixão que ela nunca descobriu, e nunca soube dizer porquê. Algo que a envolva, fascine e a leve.
Leve como umapena ficou seu corpo, e naqueles segundos ela o escutava e o corpo flutuava em uma imaginação que foi rápida, mas pareceu eterna.
E voltou a si para aproveitar o resto daquela noite sem deixar aquele momento escapar de sua frágil memória. E a vida continua,mas os sonhos param no tempo para que dê tempo de realizá-los.

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.